Terceirizar ou não? Saiba quais são os benefícios e as desvantagens do outsourcing

Investir em uma frota própria ou terceirizar o serviço de transporte? Essa é uma das decisões mais importantes na hora definir as estratégias da logística da sua empresa. Alguns gestores optam pelo uso de veículos próprios que demandam maior investimento, mas oferecem maior controle. Outros, por sua vez, apostam no outsourcing, ou seja, na utilização de recursos e serviços de terceiros para otimizar a gestão logística.

Mas afinal, vale a pena terceirizar as operações de transporte ou não?

Essa é uma questão que depende das especificidades do seu negócio e, principalmente, da relação entre os custos e o valor do serviço prestado. Para ajudar os gestores na hora de escolher o modelo mais adequado para sua empresa, listamos a seguir o potencial e as limitações da frota própria e da terceirização.

Vantagens e desvantagens de possuir uma frota própria

Para as empresas que realizam o serviço de transporte com uma frota própria, uma das principais vantagens está no controle do processo logístico como um todo. Como as operações estão centralizadas, o modelo facilita a visualização ampla de todas as ações.

O uso de frota própria também permite mais flexibilidade e oferece maior possibilidade de ajustes nas operações de transporte. O modelo possibilita ainda que você aproveite a capacidade total dos seus veículos.

Utilizar veículos próprios para o transporte também contribui para que sua marca ganhe visibilidade. Afinal, é a identidade visual da sua empresa que vai estar circulando pelas estradas. E isso aumenta ainda mais a proximidade com o cliente final, que sabe que seus produtos estão sendo entregues por uma marca que ele já conhece.

Apostar em uma frota própria, no entanto, pode não ser a melhor saída para algumas empresas – sobretudo as menores. Isso acontece porque o modelo exige um investimento grande tanto na aquisição dos veículos quanto na manutenção da frota.

Além disso, crescem as demandas da gestão logística, como o recrutamento e contratação de motoristas, e a atenção aos regulamentos relacionados aos veículos e leis de trânsito, por exemplo.

Vantagens e desvantagens de terceirizar os serviços

Os altos custos de manutenção e gerenciamento de uma frota própria fazem com que muitas empresas terceirizem os serviços com transportadoras. Um modelo que, assim como o de frota própria, apresenta benefícios e limitações.

Uma das principais vantagens de terceirizar os serviços é, de fato, a redução de custos, uma vez que o uso do outsourcing elimina a necessidade de fazer a gestão da frota. Dessa forma, é possível minimizar os gastos com combustível e manutenção de veículos, um ponto crucial para empresas que não podem ou não querem ter serviços próprios de logística.

A terceirização também elimina demandas de gestão de processos, pois reduz as  responsabilidades relacionadas à contratação de profissionais e os processos operacionais, o que possibilita que os gestores possam direcionar esforços, tempo e pessoal para questões mais estratégicas para o seu negócio, como a melhoria dos serviços e o investimento em inovações tecnológicas, por exemplo.

Além disso, outro benefício do uso de transportadoras é o de demonstrar profissionalismo perante o mercado e os seus clientes. Isso acontece porque ao contratar uma empresa especializada, a sua marca mostra preocupação em oferecer um serviço eficiente e transparente.

Mas para que a terceirização traga os melhores resultados para o seu negócio, é crucial que se tome muita atenção na hora de escolher a transportadora, buscando sempre as melhores opções do mercado. Afinal, a reputação da sua marca e o bom relacionamento com os clientes vão depender da eficiência e da qualidade do serviço prestado pela empresa contratada.

Essa perda do controle total das operações é, inclusive, uma das desvantagens do modelo de terceirização. Assim como a possibilidade de restrições para determinados tipos ou tamanhos de mercadoria.

Conclusão

A opção pelo modelo de frota própria ou pela contratação de transportadoras depende das demandas da sua empresa e precisa ser avaliado cuidadosamente tendo em mente os recursos disponíveis e os objetivos do seu negócio.

Em ambos os casos, no entanto, é fundamental levar em conta que o serviço de transporte precisa estar devidamente integrado ao processo logístico, e adequado às necessidades do seus clientes. Para isso, certifique-se de utilizar – tanto com frota própria ou com serviços terceirizados – ferramentas de roteirização e rastreamento que otimizam operações e garantem maior transparência para o cliente final, além de recursos para monitoramento da frota.

__

Gostou do conteúdo? Esperamos que as informações sejam úteis para sua empresa e lembramos que durante o mês de julho vamos continuar falando sobre terceirização aqui no blog da AgileProcess. Na próxima semana o tema é a terceirização de entregas por região. Até lá!

Nós também falamos um pouco sobre terceirização no Guia da logística para e-commerce. Ainda não conferiu o material? Baixe agora.