fbpx

Como a tecnologia para logística ajuda na redução de custos e no crescimento do agronegócio

Tempo de leitura: 3 minutos.

O agronegócio é um dos setores mais importantes da economia do país sendo responsável por 23,5% do PIB nacional em 2017, de acordo com dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Só a receita gerada com a venda de soja, por exemplo, chegou a 23,28 bilhões de dólares no ano passado.

Os gargalos no sistema de logística e os problemas na infraestrutura de transporte, no entanto, ainda representam os maiores obstáculos para o desenvolvimento do setor, pois impactam no tempo e nas despesas e fazem com que boa parte dos lucros de produção se perca antes da exportação.

Nesse cenário, investir em sistemas de logística, gestão e inovação tem sido uma das principais saídas para reduzir custos e minimizar as dificuldades enfrentadas no processo de escoamento da produção.

Os benefícios da tecnologia para o agronegócio

A tecnologia tem transformado o agronegócio brasileiro por meio da utilização de sistemas que otimizam as diversas rotinas relacionadas ao trabalho no campo. Dados de uma pesquisa realizada pela Strider em 2017 com 600 grandes produtores de todo o Brasil apontam que 33% já utilizavam algum tipo de software para gerenciamento de suas fazendas.

Entre as inovações disruptivas para o agronegócio estão sistemas de análise de grãos, drones para mapeamento de lavouras, aplicativos com foco em acompanhamento de produção, além, é claro, de sistemas para gestão de logística.

Aqui é importante destacar que, embora a principal preocupação seja com o transporte da produção, o uso de softwares de gestão também beneficia as outras etapas da logística do agronegócio, como o planejamento da safra, a armazenagem dos produtos e a análise de resultados, entre outros.

Um exemplo bem claro da importância da estruturação da logística é a compra de fertilizantes no período adequado. De acordo com estudos realizados pela Mosaic, a fertilidade do solo é responsável por até 60% da produtividade de uma lavoura. Por isso, estruturar as melhores rotas e otimizar a retirada dos produtos para garantir que os insumos cheguem no tempo certo é crucial para garantir os lucros da safra.

A importância dos sistemas de gestão logística para o agronegócio

A busca pelas melhores rotas para aquisição de fertilizantes é apenas um dos exemplos de como fazer uma boa gestão da logística pode contribuir para o crescimento do agronegócio e para a redução dos custos de produção.

Usar sistemas de roteirização durante o escoamento da produção também ajuda a encontrar as melhores rotas para os portos, pois permite a identificação de gargalos e redução de tempo na fila de espera, por exemplo. Além disso, a tecnologia aplicada à gestão da logística também oferece maior controle na contratação de serviços de transporte, facilitando o contato com a transportadora e com os motoristas.

Os sistemas de gestão de logística possibilitam ainda a centralização das informações sobre as ações e custos relacionados ao processo de escoamento da produção. Com esses dados em mãos é possível visualizar o processo logístico como um todo, e, consequentemente, buscar as melhores estratégias para garantir que os seus lucros de produção não se percam no trajeto entre a fazenda e o destino final.

Leia também: E-book logística de alimentos