fbpx
Cuidados com cargas perigosas na logística AgileProcess

Logística e os desafios no transporte de cargas perigosas

Você já deve ter passado por muitos veículos que possuem adesivos chamativos, com símbolos sinalizando o conteúdo de cargas perigosas sendo transportadas. Para fazer este tipo de transporte, é preciso tomar alguns cuidados para manter a segurança da carga, dos trabalhadores envolvidos, do meio ambiente e das demais pessoas.

Planejar a logística do transporte de cargas perigosas não é tão simples. Além do cuidados de sinalizar os veículos, armazenar e manusear corretamente as cargas, muitos documentos são necessários para garantir toda a segurança. 

A seguir, vamos saber mais sobre os tipos de cargas perigosas e os principais desafios e dificuldades da logística destes produtos, acompanhe.

O que são cargas perigosas?

Cargas perigosas são quaisquer cargas que representam ou possam provocar acidentes e representar riscos ao meio ambiente, as instalações físicas e trabalhadores e quaisquer outras pessoas que possam ter contato com elas. Sejam gases comprimidos ou liquefeitos, inflamáveis, sólidos inflamáveis e semelhantes, oxidantes, conteúdos venenosos, infecciosos, radioativos, corrosivos ou poluentes. 

No âmbito legal, muitas leis, regulamentos e normas tratam do transporte de produtos perigosos. A Resolução N° 420, de 12 de fevereiro de 2004 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), estabelece, para fins de transporte terrestre, nove classes de risco para produtos considerados perigosos. 

Quais os tipos de cargas perigosas?

As substâncias e artigos considerados perigosos são classificados em nove classes. A ordem numérica não corresponde ao grau de risco das classes, apenas indicativo. Confira: 

  • Classe 1: Explosivos – aqui, divide-se em 6 subclasses, envolvendo substâncias e artigos com risco de explosão em massa, risco de projeção, de fogo, que não apresentam riscos significativos ou insensíveis. 
  • Classe 2: Gases – inflamáveis, não-inflamáveis, não-tóxicos e tóxicos. 
  • Classe 3: Líquidos inflamáveis
  • Classe 4: Sólidos inflamáveis; substâncias sujeitas à combustão espontânea, substâncias que, em contato com água, emitem gases inflamáveis.
  • Classe 5: Substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos.
  • Classe 6: Substâncias tóxicas e substâncias infectantes.
  • Classe 7: Material radioativo.
  • Classe 8: Substâncias corrosivas.
  • Classe 9: Substâncias e artigos perigosos diversos.

Desafios e dificuldades da logística com carga perigosa

A logística por si só tem inúmeros desafios, desde segurança no transporte, gastos com combustível, revisões e manutenções devido aos problemas das estradas e muitos outros. Mas no transporte de cargas perigosas, outros pontos entram em pauta. Acompanhe a seguir para saber as principais dificuldades e desafios da logística no transporte de carga perigosa. 

Locais onde não é possível transitar com cargas perigosas 

Em muitos centros urbanos, o trânsito de caminhões ou veículos grandes já é complicado. Veículos transportando cargas perigosas, produtos químicos e demais, é mais ainda. Muitas rodovias podem ter restrição ao seu uso conforme as autoridades responsáveis, como para paradas, cargas e descargas e estacionamento. 

A Resolução nº 3665/11 estabelece que o condutor deve evitar o uso de vias em áreas densamente povoadas ou de proteção de mananciais, de reservatórios de água ou de reservas florestais e ecológicas. No âmbito municipal ou estadual, é preciso entrar em contato com os órgãos de trânsito responsáveis pelos trechos para tais informações.

Sinalização de veículos transportadores de produtos perigosos

Os veículos que transportam cargas perigosas devem estar devidamente sinalizados. Segundo a resolução da ANTT, as unidades de transporte como veículos de carga e veículos-tanque, para o transporte rodoviário, vagões, contêineres e tanques portáteis, devem conter rótulos de risco afixados  na superfície exterior das unidades e dos equipamentos de transporte, advertindo o conteúdo de produtos perigosos e a presença de riscos.

Os rótulos são caracterizados principalmente por dois elementos: painel de segurança, sendo um quadrado na cor laranja, que descreve o número de risco e o código ONU (número de identificação como se fosse um RG dos produtos perigosos, determinado pela Organização das Nações Unidas – ONU). E o rótulo de risco, sendo um losango vermelho, informando o símbolo de risco e a classe/subclasse de risco.

cargas perigosas sinalização

Cuidados com os motoristas

O curso de Condutores de Veículos Transportadores de Produtos Perigosos, conhecido como MOPP – Movimentação e Operação de Produtos Perigosos, é aprovado pelo Conselho Nacional de Trânsito – Contran e obrigatório para esse tipo de transporte através da Lei 96.044/88. 

O MOPP prepara os motoristas para conduzir corretamente as cargas perigosas nas rodovias. Uma condução inapropriada eleva o risco de acidentes, incêndios ou danos às cargas. É importante que o condutor tenha conhecimento da carga que esteja transportando para não cometer erros e não colocar a sua vida ou a de outros em perigo. 

O curso conta com duração de 40 a 60 horas, práticas e teóricas. Os assuntos abordados são legislação de trânsito, movimentação de produtos perigosos, direção defensiva, primeiros socorros, meio ambiente e cidadania. 

Com validade de 5 anos (como a CNH), os motoristas com o MOPP vencido passam por uma revisão curta de 16 horas para se atualizar e renovar o curso. Os requisitos para fazer o curso MOPP é ter mais de 21 anos de idade, habilitação nas categorias B, C, D ou E, e não ter cometido nenhum tipo de infração grave ou gravíssima nos últimos 12 meses. 

O Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT) é o principal responsável por promover o curso no Brasil. É importante buscar sempre por instituições credenciadas no DETRAN do seu estado. 

Más condições nas estradas

É de conhecimento geral que as estradas brasileiras não são um exemplo de bons cuidados. Muitas localidades não contam com ligação asfáltica ou contam com asfaltos cheios de buracos e pouca sinalização. Esses são fatores cruciais para o transporte de cargas perigosas, já que podem resultar no desgaste dos pneus e outras peças do veículo e até mesmo em acidentes. 

Quando cargas perigosas são transportadas, acidentes abrangem mais do que danos na carga ou no veículo. O contato com o solo pode trazer contaminações ao meio ambiente, prejudicando flora e fauna local e às pessoas que por algum motivo tenham algum tipo de contato com o material.

Infelizmente, as más condições das vias é um problema que não tem previsão de ser corrigido, sendo o Brasil um país com dimensões continentais. 

As inovações tecnológicas são aliadas do transportador na hora de traçar rotas mais assertivas, que evitam estradas de chão (quando possível) e encurtam o tempo das viagens, com o uso de um roteirizador, por exemplo. Além disso, é possível marcar as zonas de restrições e os locais onde não é possível transitar, tratados anteriormente. 

Documentos para transporte de produtos perigosos

As resoluções ANTT nº 3665/11 e 420/04 apresentam os documentos exigidos para a fiscalização do transporte de produtos perigosos. O Art. 22 estabelece os documentos para o condutor do veículo utilizado no transporte de produtos perigosos. 

Além da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e qualificações previstas na legislação de trânsito, o condutor deve ter aprovação em cursos específicos como o de Transporte de Produtos Perigosos (TPP); documentação do veículo em dia, junto com impostos; seguro obrigatório; Certificado de Inspeção Veicular (CIV); e o Certificado de Inspeção para o Transporte de Produtos Perigosos a Granel (CIPP). 

Também é necessário documentos relacionados à carga: Requisição de Transporte (RT); documentos fiscais; ficha de emergência; declaração do expedidor de material radioativo; e Certificado de registro da Polícia Federal, quando necessário. 

O transportador deve cobrar os cursos específicos para garantir a segurança no transporte e da carga. Muitos podem ser oferecidos pelo próprio empregador. É importante manter-se atualizado com as qualificações.

udemy tutorial free downloadfree download lynda coursefree download lynda coursewordpress plugins crackeddownload wordpress themeswordpress themes nulleddownload wordpress pluginswordpress plugins crackedwordpress themes crackedfree download wordpress plugins

Já vai? Que tal fazer um teste GRÁTIS no software antes?

INTEGRAÇÃO COM SOFTWARES PARCEIROS

Facilitar a comunicação entre o embarcador e suas transportadoras é a principal função do AgileHub (ferramenta de integração entre parceiros). Desenvolvido pela AgileProcess, o sistema agrega visibilidade nas entregas, controla com maior facilidade e entrega uma melhor experiência para o usuário. As informações a serem compartilhadas vão de acordo com as necessidades do embarcador (fotos, assinaturas, geolocalização e outros dados relacionados ao recebedor e à entrega dos produtos).
  • Integração entre transportadoras, distribuidoras e indústrias no padrão que a sua empresa necessita.
  • Automatização de comunicação entre diversos softwares.
  • Maior visibilidade nos eventos de entrega e coleta junto ao sistema do seu parceiro logístico.
  • Integração fácil, rápida e segura.

COMPROVANTE DE ENTREGA DIGITAL COM CERTIFICAÇÃO JURÍDICA

Diretamente no aplicativo, o entregador coleta a assinatura do cliente em um canhoto digital. É gerado um documento assinado pelo entregador que contém os dados da entrega, o canhoto digital assinado, a rota, geolocalização, entre outros pontos. Este documento é certificado juridicamente e qualquer alteração realizada posteriormente, torna-o inválido. Sua garantia é legal através da ICP-Brasil – Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira.
  • Assinatura direto na tela do Aplicativo, sem impressão de papel
  • Autenticidade no documento, garantia de que o conteúdo não foi adulterado
  • Não repúdio, que faz com que seja impossível negar a autenticidade da mensagem.
  • Tempestividade, que mostra quando, onde e em qual horário aquele comprovante foi assinado digitalmente

Gestão de Entregas

Painel de Gestão:

Todas informações retornam automaticamente para o sistema de gestão da empresa, sem a necessidade de digitação ou qualquer intervenção humana, os dados ficarão disponíveis no painel de indicadores AgileProcess, onde, por meio de seus gráficos, a equipe poderá tomar decisões ágeis, precisas e desenvolver novas estratégias para o crescimento da empresa. Todas as principais informações são armazenadas e geram gráficos gerenciais que são mantidos e atualizados em tempo real.

  • Acompanhe a performance de cada motorista durante a jornada de entrega e coleta.
  • Veja em tempo real quais eventos estão em aberto, atrasados, cancelados e finalizados.
  • Indicadores de gestão atualizados de forma automática.
  • Tenha informações concretas para tomada de decisão.

Alerta o cliente VIA SMS:

Conforme estratégia definida pela empresa, o alerta via SMS manterá o cliente final informado sobre o status de sua entrega ou coleta via SMS, permitindo que o cliente colabore para um atendimento ágil e eficiente. Com a solução de alerta, o cliente também ajudará na antecipação de qualquer dificuldade para o recebimento, adiantando ações do SAC ou do próprio motorista. Evite revisitas ao cliente final com a solução de mensagem via SMS.

  • Ganhe minutos em cada evento de entrega e coleta.
  • Seu cliente estará pronto para receber o produto.
  • Seu cliente pode informar caso ocorra algum problema antes do recebimento, agilizando as ações da central para reorganizar a rota.
  • Diminuição no número de revisitas ao local de entrega e coleta.

Comprovantes de entrega digital

Ao efetuar a entrega, o comprovador digital AgileProcess entrará em ação. De forma simples e ágil, a ferramenta seguirá o processo conforme definido, solicitando a foto do canhoto da nota ou a assinatura do cliente, a leitura de um código de barras ou, ainda, complementando com alguma informação extra. O comprovante de entrega digital será encaminhado automaticamente para a central, permitindo que as etapas seguintes sigam em frente antes mesmo de o motorista retornar à base. O motorista pode registrar para a base o sucesso ou problema na hora da entrega ou coleta em tempo real.

Aplicativo para motoristas

Com todas as informações da rota no celular, o GPS mobile AgileProcess conduz o motorista ao local de cada entrega com facilidade. Sem perda de tempo ou erros, todas as entregas e coletas são executadas até o fim. O aplicativo informa as rotas mais econômicas e eficientes para o seu negócio. Caso tenha necessidade de alteração de rota, o motorista recebe a informação e o cálculo é feito automaticamente colocando o motorista em sua nova rota de entrega ou coleta.

Roteirização e Separação de entregas.

Por meio das informações extraídas automaticamente do sistema de gestão da sua empresa sobre todas as coletas e entregas que precisam ser realizadas, o AgileProcess geolocaliza os endereços, gera todas as rotas necessárias e otimiza a frota para a próxima jornada. Por ser integrado ao sistema de gestão, os romaneios são gerados com apenas um clique. Ao fim, o roteirizador encaminha a rota e todas as informações necessárias para a sua execução ao motorista, de forma que este é liberado para iniciar a sua jornada. Todo processo de Roteirização AgileProcess ocorre em poucos minutos e sem a necessidade de interferência humana, graças à tecnologia de ponta desenvolvida para utilizar inteligência artificial em seu processo. Antes de iniciar a roteirização o sistema ainda efetua a separação da carga conforme capacidade de cada veículo, gerando agilidade e segurança em cada entrega e coleta.
  • Fazemos a integração completa com o seu sistema de gestão, facilitando a implantação do produto e agilizando o seu processo de economia.
  • A separação de carga é feita de forma automatizada conforme capacidade de cada veículo.
  • O roteirizador monta a rota mais assertiva e econômica para suas entregas e coletas.
  • Um dos únicos produtos do mercado que utiliza inteligência artificial em sua composição.
  • Caso necessário as rotas podem ser alteradas em tempo real.
  • Tenha a previsão de chegada em cada evento de coleta e entrega.
  • Roteirize para diversos endereços ao mesmo tempo.
  • Tenha maior controle sobre os motoristas.