Dicas de Logística: Como criar orçamentos mais assertivos e ágeis


Criar orçamentos assertivos e ágeis atualmente é um dos maiores desafios para gestores de logística. Afinal, orçamentos mais realistas e compatíveis com as necessidades de cada cliente influenciam diretamente a competitividade da empresa no mercado, redução de custos operacionais e aquisição de novos clientes.

Pensando nisso, separamos algumas dicas de logística extremamente úteis na hora de fazer orçamentos mais eficientes. Elas são simples e rápidas de serem colocadas em prática, independentemente do porte da empresa ou setor de atuação.

Dicas de logística: Tudo o que você precisa saber para criar orçamentos mais rápidos e assertivos

As dicas de logística a seguir foram baseadas na experiência da AgileProcess, que oferece, como solução, uma plataforma completa para roteirização e comprovação de entregas.

Em caso de dúvidas, deixe um comentário no fim da página e vamos lhe responder o mais rápido possível.

1. Padronize o atendimento

O atendimento padronizado permite que todas as informações relevantes sobre o cliente (e suas necessidades) sejam coletadas por qualquer funcionário, em qualquer situação. Isso evita o risco de faltar alguma informação importante na criação de  orçamentos ágeis e assertivos.

Por isso, na hora de otimizar orçamentos baseie sua estratégia na padronização do atendimento e prevenção de problemas. Disponibilize um cronograma o mais cedo possível para que os colaboradores estejam sempre alinhados com o plano de ação e preparados para usar uma linguagem única durante o contato com o cliente.

Além disso, a pradronização do atendimento permite que os relatórios sejam mais completos e sem furos para a administração da empresa.

2. Invista em treinamento

Continuando nossas dicas de logística, podemos salientar o quanto o treinamento da equipe é fundamental para orçamentos mais eficientes e econômicos.

Contar com profissionais treinados que saibam reconhecer as necessidades do cliente, buscar informações seguras e fazer levantamentos realistas (levando em consideração o que ele conhece do cliente e dos recursos da empresa que trabalha) na hora de criar orçamentos faz total diferença na redução de custos.

Por isso, promova treinamentos oferecidos pelos próprios membros da equipe para apresentarem suas atividades e ensinarem o que vivenciam em seu cotidiano na operação. A troca de informação será valiosa e ajustes poderão surgir.

Além disso, estar à frente de um treinamento incentiva e motiva o profissional, devido à valorização de suas atividades e da possibilidade de poder contar com os colegas quando estiverem ausentes.

3. Organize seu banco de dados

Quanto mais organizado o banco de dados, mais fácil e rápido será criar os orçamentos. Esta preocupação em refinar o conjunto de informações armazenadas automatiza todos os processos descritos anteriormente e, principalmente, incentiva aprendizagem do sistema, que se torna mais “autônomo” ao longo do tempo.

As informações em um sistema que trabalha com questões de mobilidade são de total importância não só para criar orçamentos mais assertivos, mas também para manter a redução de erros em todo o processo da entrega, uma vez que trabalhar com dados bem organizados proporciona uma visão analítica do todo e melhora a integração com o cliente final.

4. Utilize softwares para simulação de cenários

Recentemente abordamos por aqui que softwares de logística que utilizam a Inteligência artificial (IA) podem trazer uma série de benefícios para otimização de entregas, uma vez que ela emula o desempenho humano, analisando os dados coletados e chegando a conclusões complexas de forma totalmente automatizada.

Quando se trata de criar orçamentos mais assertivos, esses softwares podem simular o processo de entregas – considerando o tipo de contratação em negociação – e assim apresentar orçamentos muito mais realistas para o cliente.

Isso porque eles conseguem simular a criação de rotas de entregas, levando em conta os endereços reais a serem atendidos, as quantidades diárias e perfil da carga, quantidade de rotas necessárias, quantidade e perfil dos de veículos adequados para atender a referida demanda e quilometragem média a ser percorrida diariamente por cada veículo.

A análise de todas essas variáveis também pode ajudar na decisão de assumir uma frota própria ou terceirizada e ainda na especificação das despesas com profissionais, manutenção dos veículos, consumo de combustível e outros  custos operacionais.

5. Digitalize seus processos

Digitalizar os processos reduz o erro de anotações manuais para o controle do negócio. Os sistemas de gestão desembaraçam e reduzem a equipe de profissionais focados somente em determinados setores dos processos logísticos, como os próprios orçamentos.

A digitalização dos processos dispensa papelada, é mais rápido, online e seguro, já que todas as informações em cloud (na nuvem). Além de ser mais prático, uma vez que vários funcionários podem usar as informações no mesmo momento e modificá-las em tempo real.

Quer saber mais dicas de logística? Recentemente publicamos como a Inteligência Artificial pode resolver problemas relacionados a logística